Quackwatch em português

 

"Desintoxicação" com Comprimidos e Jejuns

Frances M. Berg, MS

É um conceito irracional, ainda que uma idéia intrincada, de que a vida moderna nos enchem com tantos venenos vindos do ar poluído e dos aditivos dos alimentos que precisamos ser periodicamente "limpados" ("desintoxicados"). Não importa que as substâncias químicas naturais em nossos alimentos são milhares de vezes mais potentes que os aditivos, ou que a maioria dos americanos são mais saudáveis, vivem mais e podem escolher do mais saudável suprimento alimentar jamais disponível.

A elaborada e manipulativa peça armada em torno da "desintoxicação" está ganhando terreno. Muitas pessoas sinceramente acreditam que seus intestinos, cólons e corrente sangüínea estão sujeitos ao "entupimento" por alimentos e venenos não digeridos. (Os gurus dos alimentos parecem ter uma fascinação especial com intestinos, cólons e sobras do corpo).

A suposta necessidade de desintoxicar é promovida através de extensas publicações, anúncios publicitários e vendedores de porta-em-porta. O processo normalmente envolve jejuns várias vezes por ano por alguns dias ao mesmo tempo a pessoa usa laxantes ou diuréticos para "esvaziar o sistema."

Alguns divulgadores alegam que a desintoxicação é uma grande maneira de pular o início de uma dieta através da perda de 2,5 a 5 quilogramas antes mesmo de começar a própria dieta. E se você não está interessado em perder peso, o "rejuvenescimento" é tipicamente recomendado depois. As pessoas que são persuadidas que estas atividades restaurarão a juventude vigorosa podem ser fisgadas a se submeterem a um regime de ervas que custa várias centenas de dólares por mês. 

No plano "Inches Away ", o cliente não come nenhum alimento sólido por três dias, bebe somente água com suco de limão adicionando com mel, e toma três tipos de cápsulas de ervas. Alega-se que isto limpa o trato digestivo das sobras acumuladas e das bactérias putrefatas,  limpa os órgãos nobres e o sangue, e proporciona claridade mental porque interrompe o bombardeamento da mente por substâncias químicas e aditivos alimentares. Após três dias de desintoxicação, o cliente toma quatro tipos de comprimidos dietéticos em combinação, mais de 30 em um dia, e visita o centro de dieta para envolver o corpo semanalmente com uma espécie de capa e ações simuladas diárias em 10 tabelas de exercícios passivos. 

No Programa de Limpeza Interna Sambu, "Dr. Dunner da Suíça" aconselha a desintoxicação através do uso de um chá especial com comprimidos que combinam bagaço de bétula e zimbro. 

O Herbal Cleansing and Detox Program da Indiana Botanic Gardens de Hammond, Indiana, inclui um chá e tabletes contendo gengibre, freixo espinhoso, labaçol amarelo, cascara sagrada, psyllium e uva ursi. "Com seu corpo livre de toxinas prejudiciais, você se sentirá melhor, mais jovem, mais saudável e mais feliz!" Os benefícios alegados são aumento da energia, melhor digestão, manutenção do peso normal, limpeza complexa, boa circulação, vivacidade mental, função equilibrada de órgãos vitais limpos e sistema de defesa fortalecido. (O custo por um suprimento de chá e tabletes é de US$29,90).

O Health Center for Better Living de Naples, Flórida, promove o Colon Helper e uma hilariante teoria: "Foi comprovado por autoridades médicas que aproximadamente metade de todas as doenças começam no cólon . . . quando o cólon é mantido limpo, doenças no corpo são bastante raras." Após isto as pessoas submetidas às dietas podem escolher entre seus produtos os comprimidos Trim Fast, Herbal Food Combination Weight Loss Formula #59, Dieter's Delight Herbal Tea ou Good-Bye Cellulite.

O Detoxification Relief é comercializado pela Home Health de Virginia Beach, Virgínia. Auxilia você a interromper os efeitos prejudiciais da "tolerância excessiva" ou do tabaco, álcool e poluição. 

O Natural Program for Weight Control  do Dr. Clayton combina três tipos de comprimidos, dois para limpar e um para perder peso. Alega-se que o Blood Cleanser "desintoxica o sangue e os tecidos," e a Herba-Clenz serve para "limpar e curar o intestino."

A teoria da desintoxicação pode fazer com que vigaristas conquistem um grande poder sobre seus clientes por diagnosticar e curar doenças "potencialmente fatais" (porém inexistentes). "Eles tiveram que inventar a idéia das toxinas," disse Peter Fodor, presidente da Lipoplasty Society of North America, "para que fosse dado a eles algo que fingissem poder curar."

Pode ser apavorante acreditar que o corpo de alguém está sendo envenenado por toxinas internas. Mas se isto fosse verdade, a raça humana não teria sobrevivido, disse Vincent F. Cordaro, M.D., diretor médico do FDA. "Uma pessoa que retivesse sobras e toxinas estaria muito doente e poderia morrer se não fosse tratada. O conceito inteiro é irracional e não científico."

_________

Frances Berg edita o Healthy Weight Journal.

Quackwatch em português 1