Quackwatch em português

Notícias Ligadas ao Fumo

Gastos com a propaganda. O relatório anual do FTC ao Congresso sobre a venda de cigarros e publicidade de 1994 mostrou a primeira queda nos gastos promocionais desde 1986. O relatório declarou que a indústria do cigarro gastou 4,83 bilhões de dólares, o que foi 19,9% menos que os 6,03 bilhões de dólares gastos em 1993. 

Inaladores de nicotina sem fumaça aprovados. O FDA aprovou o primeiro inalador de nicotina sem fumaça, que será vendido através de prescriçãoapenas para ajudar as pessoas a pararem de fumar. O FDA disse que os ensaios clínicos mostraram que o Nicotrol Inhaler funcionou tão bem quanto os adesivos de nicotina, sprays nasais ou gomas de mascar. Os efeitos colaterais do inalador incluem irritação de boca ou garganta e tosse. 

Dentistas desencorajam o fumo de charutos. A American Dental Association (ADA) lançou uma campanha nacional para desencorajar o fumo de charutos. A American Cigar Association estima que os americanos compraram 4,4 bilhões de charutos em 1996, superior a marca de 3,4 bilhões em 1993 e 3,7 bilhões em 1994. Um porta-voz da ADA sugeriu que "o aumento no uso do charuto é uma rebelião contra as campanhas de saúde pública do final dos anos 80 e início dos 90." Fumantes de charutos tem quatro vezes mais chances que os não fumantes de morrerem por câncer de boca, laringe e esôfago, e tem uma chance três vezes maior do risco de câncer de pulmão [1].

O risco do fumo passivo. Um estudo prospectivo de dez anos descobriu que mulheres não fumantes que disseram terem sido regularmente expostas a fumaça de cigarros por colegas de trabalho ou cônjuges tiveram uma incidência 91% maior de ataques cardíacos ou mortes que enfermeiras que não foram expostas à fumaça. O projeto envolveu 32.046 enfermeiras, entre 36 e 61 anos, que não tinham sido diagnosticadas com doenças coronarianas quando o estudo começou em 1982. Mais ataques cardíacos ocorreram com a exposição regular do que com a exposição ocasional. Os dados proporcionam evidências sólidas que o fumo passivo é um contribuinte importante nas doenças cardíacas [2].

FDA não pode regular o tabaco. Em 21 de março de 2000, a Suprema Corte dos EUA rejeitou a principal iniciativa anti-tabagismo da administração Clinton, ordenando que o governo não tem autoridade para regulamentar o tabaco como droga que vicia. Com uma votação de 5-4, os juizes disseram que o FDA se excedeu quando tentou se intrometer na venda de cigarros aos menores.

Referências

1. Mark AM. ADA rolls out anti-cigar campaign across country. American Dental News 28(9):1,16, 1997.
2. Kawachi I and others. A prospective study of passive smoking and coronary heart disease. Circulation 95:2374-2379, 1997.

Uma Sugestão para Ativistas
Revistas que aceitam anúncios de cigarros tendem a publicar pouca ou nenhuma matéria sobre os perigos do cigarro. A maioria dos anúncios promovem a idéia de que fumo é seguro, glamouroso e um sinal de independência. Cartas comerciais para novas assinaturas oferecem uma maneira conveniente para enviar uma mensagem de protesto ao editor, que deve prestar atenção em cada carta recebida. Apenas escreva algo desagradável e coloque no correio. 

Quackwatch em português 1